Connect with us

BLOCKCHAIN

Portugal aprova plano de ação para a transição Digital

marvin-meyer-unsplash

Portugal aprova plano para a transição digital, inserido na estrutura de missão Portugal Digital, urge incentivar a adoção, por parte das pessoas, empresas e do Estado.

No dia 21 de abril foi aprovado o Plano de Ação para a Transição Digital, através da RCM n.º 30/2020.

Este plano incide na estratégia definida para a transição digital e compacta a visão do Governo neste domínio, materializada numa estrutura que contempla três principais pilares de atuação:  

  • Pilar I – Capacitação e inclusão digital das pessoas; 
  • Pilar II – Transformação digital do tecido empresarial; 
  • Pilar III – Digitalização do Estado,

Este plano cria as condições base para uma acelerada digitalização do País. 

O grande objetivo político é permitir investimentos da União Europeia para o período de 2021 a 2027, de acordo com o quadro da Política de Coesão. E permitir criar uma oportunidade para reinventar o funcionamento e a organização do Estado, orientando-o para o cidadão, para o reforço da competitividade da economia e para desenvolver um clima favorável à inovação e ao conhecimento.

A apresentação do Plano de Ação para a transição Digital visa explicar o próprio plano de ação, 12 medidas emblemáticas, modelo e estrutura de governança, marca e Propósito.

O documento mais detalhado do Plano de Ação para a transição Digital tem como propósito o enquadramento e definição da estratégia, os pilares estratégicos e objetivos, o modelo de governação, modelo de acompanhamento e considerações finais.

Vídeo de Apresentação Portugal Digital

Apresentação do Plano para a Transição Digital

Os 4 pontos importantes da Estratégia Digital a ter em conta

E-Residency 2.0, a identidade digital para criar empresas em Portugal

Permite a quem quiser lançar uma empresa em Portugal fazê-lo sem precisar de ter uma residência fiscal no país, como já acontece, na Estónia. Quem usufruir deste programa, também poderá aceder ao serviço nacional de Saúde e ao serviços bancários.

A Startup Portugal estima que este programa possa atingir, empreendedores, empresários, investidores e nómadas digitais de fora e que não tenham cartão de cidadão europeu.

Programa e-Residency 2.0

Programa +CO3SO Digital promove a inovação nos setores primário e secundário

O +CO3SO Digital, foi pensado para aproveitar o potencial do digital no desenvolvimento do interior de Portugal. Com isto fazer uma ligação entre tecnológicas e empresas tradicionais, bem como pela criação de postos de trabalho no interior do País, reforçando a capacidade da Rede Nacional de Incubadoras.

Programa +CO3SO Digital

Startup Hub: uma base de dados atualizada sobre todo o ecossistema

O Startup Hub é uma base de dados gratuita que junta toda a informação disponível sobre o empreendedorismo português. É nesta plataforma que se podem encontrar dados sobre startups, investidores, incubadoras, aceleradoras e fundos de capital de risco.

O objetivo da plataforma é listar todas as vantagens disponíveis para as startups que se registarem e reter toda a informação sobre o ecossistema.

One Stop Shop para atrair investidores estrangeiros

Nas instalações da Startup Portugal, vai funcionar a One Stop Shop, um balcão do empreendedor destinado a cidadãos nacionais e estrangeiros. Este balcão serve para atrair empreendedores e investidores estrangeiros para Portugal, como o Tech Visa, o Startup Visa e a campanha Sign Up for Portugal.

Promoção de Zonas Livres Tecnológicas

Estas medidas vão contribuir para as Criptomoedas e Blockchain?

O projecto vem contribuir para a criação de “zonas francas tecnológicas” para incentivar empresa Portuguesas e estrangeiras a fazerem experimentação em inteligência artificial, Blockchain, bio, nanotecnologia, realidade virtual, robótica, Internet das coisas, e 5G. 

O governo ao querer que empresas estrangeiras venham para Portugal facilitando a implementação de residência fiscal no país e na obtenção de investimento por parte de startups com projetos inovadores, mas arriscados, está a abrir portas para todo o tipo de empresa digital.

Os pontos fortes a retirar do “Portugal Digital” para as Criptomoedas

  • Estratégia Nacional para a Inteligência Artificial
  • Utilização da Internet para realizar transações com outras empresas
  • Tecnologias disruptivas
  • Adoção de novas tecnologias pelas empresas
  • Aumento da oferta e tradução de serviços digitais
  • Redução de barreiras legislativas e burocráticas ao livre fluxo de dados, sem prejuízo do estabelecido do normativo em vigor
  • Regulação, privacidade, cibersegurança e ciberdefesa
  • Os Digital Innovation Hubs são redes colaborativas que incluem centros de competências digitais específicas, com o objetivo de disseminação e adoção de tecnologias digitais avançadas por parte das empresas, em especial, PME, via desenvolvimento, teste e experimentação dessas mesmas tecnologias

E ainda a realização de 2 eventos da União Europeia na área do Digital (Europe Digital Day e Digital Assembly), em articulação com a área governativa dos negócios estrangeiros

Conclusão

Como isto, sabendo que Portugal ainda não estabeleceu uma estrutura reguladora e clara para criptomoedas e Blockchain, a negociação de criptomoedas permanece não regulada e supervisionada pelo banco de Portugal ou outra autoridade financeira.

Brevemente vamos saber o que realmente se vai passar na regulamentação para este mercado, mas acreditamos piamente que vão ser óptimas noticias para todas as pessoas e empresas que querem desenvolver em Portugal projectos em blockchain. Caso contrário este plano de ação tão inovador não fazia sentido.

Aviso Legal:

Esta informação não deve ser interpretada como um endosso de criptomoedas ou qualquer serviço, ou oferta específica. Não é uma recomendação para negociar. Criptomoedas são especulativas, complexas e envolvem riscos significativos – são altamente voláteis e sensíveis. Investimentos são imprevisíveis e o desempenho do passado não é garantia para futuros ganhos. Considere fazer as suas próprias pesquisas e obtenha o seu próprio juízo de valor antes de confiar nessa informação.

Isto não é conselho para investimento, CryptoPedro não é consultor financeiro. São simplesmente as próprias opiniões, como tal, isto não deve ser tratado como conselho financeiro, de negociação ou de investimento.

As informações contidas neste texto foram obtidas de fontes consideradas confiáveis, mas não garantimos a sua exatidão, CryptoPedro isenta-se expressamente de qualquer responsabilidade. Nem a informação, nem quaisquer opiniões expressas constituem uma solicitação de compra ou venda de contratos. As informações contidas neste site, compiladas pelo CryptoPedro são apenas para propósitos gerais. Todas as informações e dados aqui contidos são fornecidos como estão. O site CryptoPedro não assume responsabilidade por quaisquer erros ou omissões. É  responsável pela utilização dos dados aqui exclusivamente por sua conta e risco. Todos os dados e informações aqui contidos não se destinam a fins comerciais ou para aconselhamento comercial.

CryptoPedro não é consultor financeiro e isto não conselhos financeiros. CryptoPedro é apenas um ‘blog’ humilde com uma grande paixão pelo mercado das criptomoedas.

CryptoPedro não é consultor financeiro e isto não conselhos financeiros. CryptoPedro é apenas um blog humilde com uma grande paixão pelo mercado das criptomoedas.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

COINBASE

LUNO

PRESEARCH

Newsletter

Market Cap

CATEGORIA

Translante

Tendências

Translate »